UM POUCO DE NADA  

Posted by André Ferrer

Brossa tem histórias que caem bem na internet. Frases curtas e surpresas. Um Grande Amor, por exemplo, é uma queda surpreendente rumo ao desfecho vertiginoso! Brossa conhece o leitor que tem. As pessoas navegam e navegam desinteressadas de tudo o que é complicado e moroso. “Isso não é amargura. É senso crítico. Não gosto de escapismos. Tenho meus pés colados ao chão e minha cabeça abaixo do céu.” (Trecho de “Carnaval”) Brossa imprime um ritmo sincopado à escrita, capaz de quebrar a monotonia e acordar permanentemente o leitor. Síncope harmoniosa. Livre de solavancos e irregularidades. Na apresentação de topo, Brossa informa: “Como hoje todo mundo oferece tudo que você precisa, resolvi inovar. Aqui, você encontra nada. Coisas que nunca quis ou precisou.” Eu não disse? Conhece o leitor que navega e não quer saber de mergulhos. Brossa é profundo sem obrigar que o leitor se esforce. Uma teoria: escritor de internet deve nadar na superfície tendo, algum dia na vida, mergulhado. Na superfície, o escritor de internet deve fazer como o Brossa: sugerir ao leitor que existe profundidade e revelar esse mundo abissal da maneira mais prática possível. Visite o Brossa! Um pouco de nada é tudo! - por ANDRÉ FERRER em março de 2010

This entry was posted on sexta-feira at 18:00 . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

2 OPINIÕES DE LEITORES

André,
Muito boa a sua ideia. Já conhecia o blog do Léo Brossa e realmente o cara escreve muito. E aqui no seu espaço conheci outros tantos blogs excelentes. Parabéns pela sua iniciativa!

26 de março de 2010 06:27

O Blog é de extrema competência, meus parabéns!! Se puderem divulgar o meu, eu ficarei agradecido!
http://internacionalorgulho.blogspot.com/

5 de junho de 2010 18:52

Postar um comentário